ES tem queda de mais de 70% no abandono escolar e governo anuncia investimento na área

Secretário de Educação afirmou que será investido, entre 2018 e 2019, R$ 70 milhões em ações para evitar o abandono escolar na Rede Estadual de Ensino

Secretário Haroldo Corrêa anunciou o investimento nesta sexta-feira

O Governo do Estado anunciou na tarde desta quinta-feira (16), na sede da Secretaria de Estado da Educação (Sedu), que irá investir, entre 2018 e 2019, R$ 70 milhões em ações para evitar a evasão e o abandono escolar na Rede Estadual de Ensino.

Segundo dados apresentados pelo Secretário de Educação, Haroldo Corrêa Rocha, entre 2007 e 2016, no Ensino Fundamental, houve uma queda no abandono de 59% no Brasil e de 71% no Espírito Santo. Já no Ensino Médio, de 2007 a 2017, os números mostram que também houve uma queda de 59% no Brasil e de 69% no Espírito Santo.

No quesito aprovação, 86,8% dos estudantes capixabas do Ensino Fundamental foram aprovados em 2017. No Ensino Médio, 81,6% dos estudantes foram aprovados no mesmo ano.

Para combater a evasão e o abandono, a Sedu promoverá uma Política de Promoção do Engajamento Escolar, com ações como construção de Centros de Mídia, uso de tecnologias e ensino híbrido, ampliação e construção de novas escolas, formação do professor e apoio a prática didática, entre outras.

Escola Viva

Entre as iniciativas adotadas pelo Governo do Estado está a ampliação do projeto Escola Viva, que possui 32 unidades em todo o Espírito Santo. O projeto oferece ensino em tempo integral, refeições incluídas, salas temáticas e aulas multidisciplinares, como teatro, música, cinema, robótica e empreendedorismo.

Na Escola Viva, a taxa de abandono, em 2017, foi de 2,2% enquanto nas escolas de tempo parcial é de 4,7%. Já a taxa de aprovação foi de 86,9% nas unidades de tempo integral e 81,6% nas escolas de tempo parcial.

Para o secretário de Estado da Educação, são vários motivos que causam a evasão escolar. “A pesquisa apontou 14 causas do abandono escolar. Entre elas estão as dificuldades de acesso às escolas, famílias muito pobres, o que dificulta a criança desenvolver suas atividades, a violência, a falta de valorização do projeto de vida desses jovens que é algo muito trabalhado na Escola Viva. A inovação é o caminho para a gente acolher todos os jovens e, assim, potencializar o desejo e o sonho de cada um”.

Abandono e evasão

O abandono é quando um estudante que se matriculou no início do ano deixa de ir à escola a partir de um dado momento durante o ano letivo. Já a evasão ocorre quando o estudante que frequentou a escola em um dado ano deixa de se matricular no início do ano letivo seguinte.

De acordo com o estudo do Insper “políticas públicas para a redução do abandono e evasão escolar de jovens”, liderado pelo economista Ricardo Paes de Barros e organizado pelo Instituto Ayrton Senna, Instituto Unibanco e Fundação Brava, no Brasil, há atualmente cerca de 10 milhões de jovens entre 15 e 17 anos, que deveriam estar frequentando a escola, destes, 21% estão fora da escola.

No Espírito Santo, há atualmente 186 mil jovens na mesma faixa etária e, desse total, 14% estão fora da escola.

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here