Ex-patroa da mãe de Miguel presta depoimento à polícia

A primeira-dama da cidade de Tamandaré (PE), Sarí Corte Real, compareceu em uma delegacia do Recife, capital de Pernambuco, no início da manhã desta segunda-feira (29), para prestar depoimento na investigação sobre a morte do menino Miguel, de 5 anos, filho de sua ex-empregada doméstica, Mirtes Renata. Era Sarí quem cuidava da criança quando ela caiu do nono andar de um edifício no Centro do Recife.

A primeira-dama chegou na delegacia antes das 6h desta segunda, acompanhada pelo marido, pelo motorista e um advogado. Logo depois, mais dois advogados chegaram ao local. Nenhum deles falou com a imprensa. No dia em que o menino caiu, Sarí foi autuada em flagrante por homicídio culposo, pagou fiança e responde em liberdade.

Sarí foi autuada após imagens do circuito interno do prédio mostrarem que a ex-patroa parece mandar o garoto sozinho, no elevador, para andares superiores, enquanto ele perguntava pela mãe, que tinha descido para passear com os cachorros de Sarí. A perícia apontou que Miguel caiu de uma altura de 35 metros, no dia 2 de junho.

Além da primeira-dama, já prestaram depoimento a mãe do menino, Mirtes Renata, que foi à delegacia no dia do fato e no último dia 25 de junho. A avó materna da criança, Marta, também esteve na delegacia.

A Polícia Civil também já ouviu depoimentos de Tomaz Silva, gerente de operações do Pier Maurício de Nassau, edifício onde ocorreu o acidente, e de Eliane Lopes, manicure que estava no apartamento de Sarí no momento em que Miguel caiu.

O ex-síndico do prédio e o porteiro foram ouvidos. Na ocasião, o ex-síndico Carlos Lopes relatou que o prédio seguia todas as normas de segurança necessárias. A Polícia Civil informou que deve se pronunciar sobre o caso ao final das investigações. O inquérito tem duração de 30 dias, podendo ser prorrogado pelo mesmo período.

Fonte: Pleno News

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here