Ex-prefeito de Rio Bananal é condenado e fica inelegível por 5 anos

Com essa condenação Felismino está inelegível até abril de 2026

O ex-prefeito de Rio Bananal, Norte do estado, Felismino Ardizzon, (PSB) teve em seu desfavor uma condenação por improbidade administrativa sentenciada pelo juiz. Wesley Sandro Campana dos Santos, na tarde da última segunda-feira (05/04). Felismino, quando prefeito, utilizou maquinário da Prefeitura de Rio Bananal para construir uma piscina de interesse particular.

Segundo a justiça a ação foi proposta pelo Ministério Público do Espírito Santo (MPES), no ano de 2013, Felismino, teve seus direitos políticos suspensos pelo período de 5 anos. Com essa decisão de primeira instancia Felismino Ardizzon ficará inelegível até abril de 2026.

Na decisão, o juiz da vara de Rio Bananal, ainda sentenciou juntamente com o ex-prefeito dois ex-secretários, que também foram condenados com uma outra pessoa, na prática dos atos de improbidade descritos nos artigos 10, inciso II e 11 “caput” da Lei nº 8429/92.

Além da suspensão dos direitos políticos, o ex-prefeito também foi proibido de contratar com o poder público pelo mesmo período, além de perder eventual cargo ou função pública que estiver ocupando. Ele deve ainda pagar as custas processuais. A pena de perda da função pública resta prejudicada, tendo em vista os requeridos não estarem exercendo função pública, disse o juiz.

Ao longo de sua história política, Felismino marcou época na política ribanense, onde comandou o município por três vezes – 2005/2008 – 2008/2012 e 2017 á 2020. Ele também sofreu duas derrotas em suas tentativas para chegar a prefeitura.

A reportagem deixa o espaço aberto caso a defesa do ex-prefeito, queira se manifestar. Enviar a nota por e-mail para [email protected]

 

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here