Horário de verão: mais tempo para curtir o sol

O horário de verão vai começar, e praieiros contam como aproveitar os dias mais longos

"Amo. Para quem não precisa acordar cedo, é bom para ficar mais tempo na praia. Dá para andar de bike também porque o sol não está tão quente", diz Thaynara Lacerda, na esquerda, ao lado de Caroline Marvila
“Amo. Para quem não precisa acordar cedo, é bom para ficar mais tempo na praia. Dá para andar de bike também porque o sol não está tão quente”, diz Thaynara Lacerda, na esquerda, ao lado de Caroline Marvila

Pode ser sofrido para muitos, mas para quem consegue se adaptar bem, o horário de verão chega com a possibilidade de uma hora a mais para aproveitar a vida, seja para ficar mais tempo na praia, com os amigos ou com a família.

Quando o relógio bater 00h, na virada deste sábado (14) para domingo, é preciso adiantar em uma hora os relógios. A mudança vale para o Distrito Federal e 10 estados, inclusive o Espírito Santo. O horário adaptado vai até o dia 18 de fevereiro do ano que vem.

Na Ilha do Boi, em Vitória, neste sábado, sobrou gente preparada para apoiar e aproveitar o horário de verão. O universitário Victor Thomas, 19 anos, era um deles. Com um grupo de amigos, ele jogava altinha.

“É mais tempo. Quando dá, sempre vamos a uma praia curtir. A gente vem em duas ou três pessoas. E aí vai juntando”, conta Victor.

O gerente de contratos Vitor Santana, 32, aproveita para se divertir com a filha, Olívia, 3 anos. “Chego do trabalho umas 17h da tarde. Dá tempo de sair com ela.”

Para as amigas Thaynara Lacerda, 22 anos, e Caroline Marvila, 24 anos, o horário de verão poderia ser mantido o ano todo. “Eu amo”, disseram as duas ao mesmo tempo. “A gente fica mais tempo na praia”, diz Thaynara.

“É ruim para quem trabalha de escala e acorda cedo. Mas agora não estou mais trabalhando de escala”, diz Caroline, técnica de operações.

PREPARO

A pneumologista Jéssica Polese, especialista em medicina do sono, diz que o ideal já era ter aproveitado os últimos dias para dormir mais cedo. Na impossibilidade disso, o ideal é passar a fazer a partir de hoje mesmo. “É tudo um pouco fora do ritmo. Então tente não fazer excessos, não tirar uma noitada hoje. Com o tempo você vai ajustando”, diz.

“Quando começa o horário de verão, é como se tirassem uma hora de você. Não vai ter fome nos horários de sempre, por exemplo”, justifica a especialista em medicina do sono.

Fonte: Gazeta Online

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here