Justiça determina afastamento de vice-prefeita da Serra por 180 dias

O afastamento da prefeita, segundo a ação, foi tomada por conta de irregularidade em sucessivas contratações de empresa

A Justiça Estadual solicitou o afastamento da vice-prefeita e secretária de Educação da Serra, Márcia Lamas, de suas funções por 180 dias. A decisão foi tomada pela juíza Sayonara Couto Bittencourt, da 4ª Vara da Fazenda Pública Estadual e divulgada nesta sexta-feira (25)

O afastamento da prefeita, segundo a ação, foi tomada por conta de irregularidade em sucessivas contratações da empresa Impacto Máquinas Equipamentos e Serviços Ltda, durante a gestão do agora deputado Sergio Vidigal (PDT) e enquanto Márcia era titular da pasta.

As investigações fazem parte da Operação “Moeda de Troca”, deflagrada em 2010, quando se apurou fraudes em licitações em diversos municípios capixabas, como Presidente Kennedy, Viana, Cachoeiro de Itapemirim.

Ainda no processo, constam interceptações telefônicas entre Márcia Lamas, seu filho, Bruno Lamas (deputado estadual pelo PSB), e Aldo Prudêncio, “estabelecida com o fim de promover a contratação da Impacto”.

Resposta

A prefeitura Municipal de Serra informa, através de nota, que não foi notificada oficialmente da decisão de afastamento da vice-prefeita, Marcia Lamas e, quando for, cumprirá a decisão da justiça.

Ressalta que os fatos relacionados ocorreram na gestão 2009-2012, não estando, portanto, ligadas à atual gestão, e que a decisão é cautelar, não havendo ainda posição de mérito a justiça estadual.

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here