Lavrador de Vila Valério foi preso acusado de estuprar o próprio filho

O homem é um trabalhador rural de 46 anos abusava sexualmente do jovem de 20 anos que tem atraso mental. Ele foi preso no interior de Vila Valério, mas a família mora em Sooretama

Um homem de 46 anos foi preso acusado de estuprar o próprio filho de 20 anos. O rapaz tem deficiência mental e era forçado a manter relações sexuais com o pai. A prisão ocorreu na tarde desta quarta-feira (27), na cidade de Vila Valério, região Noroeste do Espírito Santo.

A família mora na cidade de Sooretama, e o acusado aproveitava quando a mãe e as irmãs do jovem saíam ou quando os dois iam trabalhar juntos na roça para cometer os estupros. O nome do pai não será divulgado para preservar a identidade da vítima.

LEIA TAMBÉM

Padrasto é preso acusado de estuprar menina de 12 anos em Vila Velha

Pastor é condenado a oito anos de prisão por tentativa de estupro

Polícia procura por homem acusado de estuprar menino de dois anos em Linhares

De acordo com o delegado de Sooretama, Fabrício Lucindo, a Polícia Civil recebeu denúncias anônimas e a família foi procurada. No entanto, o rapaz negou que sofria abusos sexuais. “Mesmo assim, as investigações continuaram e ele acabou procurando a delegacia depois e admitiu que era vítima dos estupros do pai”, contou o delegado.

Em seu depoimento, o jovem revelou que foi violentado em casa e ainda em propriedades rurais em Rio Quartel, Linhares, em Vila Valério e também em Sooretama. “Apesar de ter 20 anos, a vítima tem atraso mental e é como se tivesse idade mental de 12 ou 13 anos”, explicou Lucindo. O rapaz ainda disse que os abusos começaram no ano passado.

Segundo o jovem, ele era constantemente ameaçado caso não se submetesse às vontades do pai e também era ameaçado para não contar para ninguém sobre os estupros. No início de setembro, ele teria sido abusado sexualmente pelo pai em uma lavoura de café de Jurama, no interior de Vila Valério, e desde então havia se recusado a voltar a trabalhar com o acusado.

“Depois que o jovem revelou os estupros em depoimento, foi pedida a prisão preventiva do acusado para resguardar a integridade da vítima, pois o pai estava trabalhando em uma propriedade rural de Vila Valério e voltaria para casa, em Sooretama, neste final de semana”, informou o delegado.

Lucindo contou que a mãe do jovem prestou depoimento, mas disse que não sabia dos abusos. “Quando o filho teve coragem de entregar o pai na delegacia, ele acabou contando para as irmãs, as tias e outros parentes os abusos que sofria pelo pai e todos acreditaram nele”, garantiu.

Após a prisão do acusado em Vila Valério, ele não confessou o crime. Porém, há provas contundentes contra o suspeito, além do depoimento do filho e de outras pessoas, confirmando os estupros, de acordo com Lucindo. O homem foi levado ao Presídio de Xuri, em Vila Velha.

O delegado faz um alerta que é importante ficar atento ao comportamento estranho de vítimas de abusos sexuais e denunciar. “Neste caso, a população ajudou as investigações, pois as denúncias foram primordiais”, explicou.

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here