Leo Lins é demitido do SBT por piada com hidrocefalia, diz site

Leo Lins era integrante do The Noite, com Danilo Gentili Foto: AgNews

O nome do humorista Leo Lins, integrante do programa The Noite, do SBT, chegou aos assuntos mais comentados no Twitter nesta segunda-feira (4), em razão de uma piada ofensiva feita por ele contra crianças com hidrocefalia. De acordo com o site Em Off, a indignação foi tamanha que a emissora de Silvio Santos bateu o martelo e resolveu demitir o comediante, em uma decisão que, segundo as informações, é irreversível.

A declaração de Leo Lins ocorreu durante um show de stand up comedy. Na ocasião, ele mencionou o Teleton, campanha feita pelo SBT anualmente para ajudar pessoas com deficiência por meio da organização AACD. Na sequência, ele debochou da falta de água no interior do Ceará e de pessoas com hidrocefalia.

– Eu acho muito legal o Teleton, porque eles ajudam crianças com vários tipos de problema. Vi um vídeo de um garoto no interior do Ceará com hidrocefalia. O lado bom é que o único lugar na cidade onde tem água é a cabeça dele. A família nem mandou tirar, instalou um poço e agora o pai puxa a água do filho e estão todos felizes – assinalou.

Após o vídeo viralizar nas redes sociais, a AACD emitiu uma nota destacando “repudiar” com veemência a postura do humorista.

– Em uma fala extremamente infeliz e bastante capacitista, ele ataca pessoas com hidrocefalia, chama as pessoas com deficiência de “crianças com vários tipos de problemas” e mostra desrespeito aos moradores do Ceará. Ele cita diretamente o Teleton, marca que no Brasil pertence à AACD, e há 25 anos tem contribuído para transformar vidas de milhares de pessoas com deficiência física de todas as partes do Brasil – iniciou a organização.

A AACD prosseguiu pontuando que a atitude “configura crime, conforme prevê o artigo 88 da Lei 13.146/2015 – ‘Praticar, induzir ou incitar discriminação de pessoa em razão de sua deficiência: Pena – reclusão, de 1 (um) a 3 (três) anos, e multa’”.

– Esse tipo de “piada” é de extremo mau gosto, capacitista e incabível na sociedade em que vivemos hoje, pois vai na contramão de um mundo mais inclusivo pelo qual lutamos todos os dias. A AACD aguarda um posicionamento público com pedido de desculpas de Leo Lins. Combater o capacitismo, o preconceito a pessoas com deficiência, é missão de todos nós – concluiu a entidade.

Fonte: Pleno News

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here