Leptospirose e Hepatite podem ser transmitidas em água de enchentes. Veja como se proteger!

Desde o último sábado (9), algumas regiões do Espírito Santo enfrentam as consequências da chuva. Além de quedas de árvores, muros e deslizamentos de terra, o capixaba está enfrentando um problema antigo: os alagamentos.

Com vários pontos de alagamento em todo o Estado, começam a surgir nas redes sociais algumas imagens como a feita no bairro Operário, em Cariacica. Nas imagens vemos quatro jovens pulando de uma ponte em um córrego.

Veja no vídeo abaixo:

Durantes as fortes chuvas que atingem o Espírito Santo, além do risco de afogamento, é necessário tomar cuidado com um problema “invisível”: a contaminação. De acordo com a médica generalista, Janaína Teixeira, são muitas as doenças que podem ser transmitidas pela água das enchentes.

“Quando pensamos em infecção após exposição à água de enchente imediatamente lembramos da leptospirose, mas na verdade existem diversas infecções que podem ser adquiridas”, explicou a médica.

A contaminação pode acontecer tanto por meio do contato da pele com a água contaminada, quanto pela ingestão de água e alimentos contaminados.

“Pode ser causada até mesmo ferimento com materiais contaminados. São várias as formas de se contrair doenças infectocontagiosas por meio das enchentes”, ressaotou Janaína.

E a médica completou:

“Estamos falando de hepatite A, hepatite E, doenças diarreicas diversas causadas pela ingestão de água contaminada com fezes, infecção por tétano e até mesmo mordidas e picadas de animais”.

Veja como evitar contaminações depois de entrar em contato com a água contaminada
A recomendação da Superintendente de Vigilância em Saúde da Secretaria Estadual de Saúde, Flavia Cristianne Schulz Riegert, é evitar ao máximo o contato com essas águas.

“Mas, caso seja inevitável, a dica é seguir à risca os procedimentos de higiene pessoal e limpeza da residência acometida pela enchente. Nos primeiros sintomas, é necessário procurar um médico em uma Unidade de Saúde”, explicou.
Caso a pessoa entre em contato com água da enchente, é fundamental cuidados com a saúde para evitar infecções e/ou acidentes. A médica generalista Janaína Teixeira separou algumas orientações.

Confira:

– Exponha-se a água da enchente o menor tempo possível: a transmissão de doenças ocorre principalmente pelo contato demorado da água – ou barro – com a pele;

– Proteja-se: ao entrar em contato com a água da enchente, imediatamente, calce luvas e botas de cano alto de plástico ou borracha e proteja para que a água não entre na bota.

Em casos de emergência, cubra as mãos, pés e pernas com 3 ou 4 sacolas plásticas sobrepostas e amarre as extremidades firmemente;

– Observe o seu corpo: se houver feridas com objetos estranhos, mordidas ou picadas de animais, bem como sinais de infecção procure o serviço de saúde imediatamente;

Dias após a exposição à água contaminada esteja atento a qualquer alteração: febre, vômito, diarreia, feridas na pele. Procure um serviço de saúde e inicie o tratamento o mais rápido possível.

– Higiene é fundamental: assim que possível lave-se com água corrente e sabão, você pode fazer isso antes mesmo de chegar em casa, com garrafa com água mineral e sabão por exemplo;

Dê atenção especial às parte do corpo que ficaram submersas como pés e pernas, se possível for corte as unhas.

– Evite acidentes: bueiros abertos são extremamente perigosos sob os locais de alagamento, caso seja imprescindível atravessar uma rua alagada, dê preferência às laterais das ruas ou locais altos, observe atentamente antes de se arriscar;

Nunca pare próximo a árvores ou postes, o risco de ser atingido por descargas elétricas é maior nesses locais;

Saiba como fazer a limpeza de casas invadidas pela água das enchentes

No caso de imóveis invadidos pela enchente, após a retirada da água é preciso realizar a limpeza.

Veja abaixo como a limpeza deve ser feita, segundo a Secretaria Estadual de Saúde:
1- Fazer uma solução de um litro de água sanitária para cada quatro litros de água;

2- Umedecer os panos e limpar cada ambiente, retirando a lama e lavando o chão, paredes e objetos;

3- Após o contato com a água contaminada é necessário lavar-se com água e sabão e usar álcool para ajudar a eliminar as bactérias.

Entenda o risco de algumas das doenças transmitidas por meio da água contaminada
Leptospirose:

A leptospirose é uma doença infecciosa transmitida ao homem pela urina de roedores, principalmente, por causa das enchentes. A doença é causada por uma bactéria chamada Leptospira, presente na urina de ratos e também de outros animais como boi, porco, ovelhas e etc.

A bactéria pode penetrar no organismo pela pele – principalmente se houver cortes ou arranhões – causando sintomas de febre, dores de cabeça e nos músculos e náuseas. A forma mais grave da doença pode levar o paciente a morte.

Os sinais da doença podem aparecer no dia seguinte ao contato com as águas de chuva empoçadas ou até depois de um mês.

Hepatite:

O sintoma inicial  da doença é febre. Depois, aparecerem dores musculares, cansaço, mal-estar, inapetência, náuseas, vômito, olhos e fezes amarelo-esbranquiçadas, urina mais escura e icterícia. O primeiro sinal costuma manifestar-se, em média, entre 15 e 40 dias após o contágio.

O tratamento da enfermidade é constituído por repouso e remédios para aliviar os sintomas, pois o próprio organismo combate o vírus, que pode demorar de um a seis meses para ser totalmente eliminado.

Recomenda-se, ainda, separar pratos, copos, talheres e toalhas utilizados pela pessoa contaminada e manter higiene máxima nos banheiros, para evitar a transmissão às pessoas que vivem na mesma casa.

Em caso de sintomas, é necessário procurar atendimento médico

A Secretaria Estadual da Saúde (Sesa) alerta que a população deve ficar atenta e procurar atendimento médico se sintomas como febre, dor muscular (principalmente nas panturrilhas), dor de cabeça, amarelão nos olhos e um quadro de conjuntivite sem secreção surgirem no período de 7 a 14 dias após o contato com água de chuva.

Fonte: Folha Vitória

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here