Mãe chama a polícia para si mesma após espancar o filho em BH

delegacia mulheres

Uma mulher de 30 anos foi presa após espancar o filho, de 10, e chamar a polícia para si mesma, no bairro Mantiqueira, região de Venda Nova, em Belo Horizonte, nessa quarta-feira (22). De acordo com a mãe, o filho estaria realizando pequenos furtos. A Polícia Civil abriu inquérito para apurar o caso.

A mulher é cuidadora de idosos e precisa sair cedo para trabalhar todos os dias. No período da tarde, a criança fica sozinha em casa, apenas com supervisão de uma prima. De acordo com boletim de ocorrência, o menino já praticava pequenos furtos entre os parentes, subtraindo dinheiro. Como tudo acontecia em família, ninguém queria denunciar.

Contudo, ao chegar em casa na noite de ontem, a mulher ficou sabendo, pelo vizinho, que o garoto havia furtado um pacote de biscoitos da casa dele. Com isso, a mãe pegou um cabo de rodo e espancou o menino, causando machucados nas costas e um corte na testa.

Mãe liga para polícia
A criança saiu correndo sangrando pela rua pedindo por socorro. Antes dos populares acionarem a polícia, a própria mãe o fez, por volta das 20h30. O garoto foi levado para a UPA Venda Nova, onde recebeu atendimento médico, e foi constatado uma cefaleia e diversos cortes. Ele precisou ficar em observação no local.

A Polícia Militar acionou o Conselho Tutelar, e a mãe, que disse estar grávida, foi presa e encaminhada para a Delegacia da Mulher. A Polícia Civil disse, por meio de nota (leia abaixo na íntegra), que um inquérito foi instaurado para apuração dos fatos. O órgão ainda informou que a criança “passará por escuta especializada nos próximos dias”.

Nota da Polícia Civil
“A Polícia Civil de Minas Gerais informa que foi instaurado procedimento para apuração dos fatos. Por não cumprir os requisitos legais para a ratificação do estado de flagrante a mulher foi ouvida e liberada.

A criança ficou em observação em unidade hospitalar e passará por escuta especializada nos próximos dias na Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente que dará prosseguimento às investigações”.

Fonte: BHAZ

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here