Mãe de adolescente atropelado na BR-101 pede providências para evitar outras mortes

A família do adolescente Richard Pinto Fernandes, de 15 anos, atropelado por um carro de passeio ao tentar atravessar a BR-101, em Viana, contou que ele não tinha costume de sair sozinho. O corpo foi liberado na manhã deste sábado (23).

A mãe do adolescente, Arlete Fernandes, de 32 anos, é seringueira. Emocionada, ela disse à reportagem da TV Vitória/Record TV que a tristeza é o único sentimento que a define no momento, mas que apesar disso, precisa ser forte por causa dos outros filhos.

“É muito triste. O que aconteceu comigo pode acontecer com alguma outra criança. E eu não desejo para mãe nenhuma nesse mundo”, desabafou.
O acidente que matou Richard aconteceu na noite desta sexta-feira (22), na BR-101, às margens do bairro Seringal, em Viana. A mãe do menino disse que o local onde o atropelamento aconteceu é perigoso.

“Eu atravesso todos os dias para levar meus filhos para a escola. Não tem uma iluminação boa, ali é muito perigoso. É uma coisa complicada de se dizer”, salientou.
Ao receber a notícia do acidente com o próprio filho, Arlete ficou em estado de choque. Sem saber o que fazer, ela não conseguiu ir ao local onde o filho foi atropelado.

“Meu cunhado chegou desesperado falando que não tinha uma boa notícia para me dar. Já entrei em choque. Eu perguntei o que aconteceu e ele disse que o Richard tinha sido atropelado. Foi só o que ele falou. E eu falei vai lá, se vira. Se vira, você não é Deus não, mas se vira'”, contou.

Amparada por vizinhos, a mãe de Richard esteve no Departamento Médico Legal de Vitória na manhã deste sábado (23) para entregar os documentos e fazer a liberação do corpo do filho.

Ainda muito abalada, ela contou que o adolescente era um bom menino, muito amoroso e querido pelos vizinhos. Destacou ainda que Richard nunca deu trabalho.

Entenda o caso
O adolescente, Richard Pinto, de 15 anos, foi atropelado no trecho da BR-101, na altura do km 312, no bairro Seringal, em Viana. A ambulância e a polícia foram acionadas na noite desta sexta-feira (22) para atender a ocorrência.

A vítima não resistiu aos ferimentos, e morreu no local. Os moradores contaram à produção da TV Vitória que o acidente ocorreu por volta das 18h10. Segundo eles, o adolescente teria saído de casa para comprar um refrigerante em um bar que fica do outro lado da BR.

O adolescente estava em uma bicicleta e conseguiu atravessar a pista que vai do sentido Sul do Estado. Quando se preparava para atravessar a outra, no sentido Vitória, foi atingido por um carro de passeio.

Com o impacto da batida, a bicicleta de Richard ficou completamente destruída e o veículo, com o parabrisa bastante danificado.

Segundo a PRF, o motorista fez o teste do bafômetro e o resultado indicou negativo para o consumo de álcool. A perícia foi acionada. Moradores da comunidade do Seringal reclamam que a região é muito perigosa devido a pouca iluminação.

Moradores manifestaram para que fossem construídas novas passarelas
Em dezembro do ano passado, moradores da região fizeram uma manifestação na rodovia onde o acidente aconteceu. Eles pediam por mais sinalização e por uma passarela no local.

Mesmo passando por um momento de luto, Arlete ressaltou que vai precisar ser forte e ir atrás de providências para que essa situação não aconteça com outras pessoas.

“Eu tenho que ser forte, porque eu não tinha só ele. Vai fazer muita falta. Com certeza. Ele me ajudava muito com os irmão dele. Agora não adianta alarmar. Só pedir providencia para que não venha acontecer com mais ninguém”, desabafou.
A Eco 101, concessionária responsável pelo trecho onde o acidente aconteceu, disse que 19 passarelas de pedestres que estavam previstas no contrato de concessão já foram implantadas ao longo da rodovia. O contrato não prevê iluminação no local.

A empresa ressaltou que para novas demandas é necessária a aprovação da Agência Nacional de Transportes Terrestres. Segundo a concessionária, conforme informado em reuniões com moradores, o pedido pode ser pleiteado na Agência pela própria comunidade ou entes públicos.

Em relação aos radares, existem 27 equipamentos instalados em funcionamento ao longo da BR-101, conforme previsão contratual.

Em abril, após aprovação da Polícia Rodoviária Federal (PRF), a concessionária iniciou a instalação de novos equipamentos que vão monitorar 87 novos trechos da rodovia, em substituição aos radares administrados pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

Fonte: Folha Vitória

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here