Médico é acusado de abusar sexualmente de pacientes em unidade de saúde

Um médico, de 47 anos, foi denunciado em diferentes ocasiões desde 2015 em Curitiba, no Paraná. Naquele ano, uma paciente alegou ter as partes íntimas tocadas em um exame de rotina.

Em outro caso, uma jovem de 20 anos, ouviu piadas de cunho sexual e precisou mostrar as nádegas. “Ele falou que eu ia ter que tomar as duas benzetacil em uma só nádega e ele pediu para eu levantar para ver se tinha massa muscular”, relata a jovem.

“Eu estava com uma ferida na parte da vagina. Ele falou que podia ser herpes e fez um toque em mim. Foi bem bruto o toque. Cheguei a me encolher na hora que ele colocou o dedo. Ele estava com a enfermeira. Dai eu falei que tinha muita dor no joelho. Daí, ele falou que dar de quatro era assim mesmo”, acrescenta.

Outra vítima de 16 anos, estava com dor de garganta, e o médico trancou a porta do consultório ao recebê-la e fez o procedimento inesperado. “Ele pediu para (eu) deitar na maca de barriga para cima e nessa hora ele puxou um pouco a minha calça para baixo, perguntou se eu era virgem, se tomava antibiótico”, conta.

A mãe da menina não se conforma: “esse homem não pode estar trabalhando, não pode. Minha filha foi buscar ajuda no posto, e não era para ser assediada”. O primeiro caso, de 2015, está sendo investigado no Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente e Vítimas de Crimes (Nucria), onde a família da vítima, uma adolescente, registrou boletim de ocorrência.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, o profissional permanecerá afastado das funções enquanto durarem as investigações. Se comprovada a denúncia, ele deverá responder criminalmente junto ao Conselho Regional de Medicina (CRM-PR). Em nota, a Secretaria de Saúde disse ainda que o médico afastado está prestando serviços administrativos.

Fonte: SBT

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here