Menino tem os braços feridos após participar do “desafio do desodorante”

Um estudante da Escola Municipal Terfina Rocha Ferreira, localizada em Itacibá, Cariacica, sofreu ferimentos nos braços após participar de um novo “desafio do desodorante”. Ao contrário do primeiro desafio, que consistia em inalar o produto, a nova tarefa visa aplicar o produto em alta quantidade sobre a pele. O caso aconteceu dentro da escola.

Em São Paulo, no início do mês, uma menina de 7 anos morreu ao inalar o produto no “desafio do desodorante”. A morte chocou o país e gerou um alerta aos pais sobre os perigos das correntes compartilhadas na internet.

O caso da escola de Cariacica se tornou público depois que a mãe de um aluno fez uma postagem nas redes sociais, alertando sobre o problema que aconteceu dentro da unidade. Segundo a mãe, foi uma criança que levou o produto para a escola e convidou seu filho a participar. Por conta da “brincadeira” o menino teve uma “bolha traumatica por sucção”, semelhante a uma queimadura.

Desafio do desodorante gerou uma queimadura em cada braço da criança. Foto: Reprodução/Facebook
Desafio do desodorante gerou uma queimadura em cada braço da criança. Foto: Reprodução/Facebook

“Tem um aluno que está fazendo uma brincadeira de mau gosto com as crianças, o desafio do desodorante aerosol. Ele aperta esse desodorante na pele das crianças até formar bolhas de queimaduras e logo a pele começa a sair e se torna uma ferida gigantesca”, explicou a mãe nas redes sociais.

Procurada, a Prefeitura de Cariacica, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Seme), informou que uma equipe foi à Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Terfina Rocha Ferreira, em Itacibá, na manhã desta segunda-feira (19) para averiguar a situação e descobriu que a brincadeira ocorreu em uma troca de professores na turma.

“A Seme enfatiza que deu toda assistência à família da vítima. A vítima explicou que em nenhum momento foi coagida para participar da brincadeira. A direção da escola, amparada pelo Estatuto da Criança e Adolescente e pelo regimento escolar, comunicará o fato ao Conselho Tutelar e tomará as medidas cabíveis. Além disso, durante o semestre será realizada um projeto pedagógico de prevenção a brincadeiras que estimulem situações violentas na escola”, informou a Prefeitura em nota.

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here