Mulher é presa por envolvimento na morte de quatro pessoas

Policiais do Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) prenderam uma mulher envolvida nas mortes de quatro pessoas. Na segunda (9), foram descobertos os corpos enterrados em um cemitério clandestino em Mauá, na Região Metropolitana de São Paulo.

A detenção ocorreu na mesma cidade horas depois. Também foram apreendidas munição calibre 38, diversas anotações e correspondências alusivas a uma organização criminosa e um aparelho celular contendo mensagens sobre os crimes.

Segundo o delegado Antônio José Pereira, titular da 1ª Delegacia Patrimônio (Investigações de Roubo e Latrocínio), responsável pelas apurações, o nome da presa é Wiliana Cristina da Silva, a Nega. Ela foi detida em um imóvel na rua Estados Unidos, no Parque das Américas. O motivo ainda está sendo apurado, mas envolve outra morte ocorrida dias antes das execuções no final do mês passado.

Dois dos executados seriam responsáveis pela morte do marido da mulher cujo corpo também estava na vala. “A organização se doeu tanto com essa morte que mataram ela e os matadores do marido. Ainda não sabemos se o marido era integrante da facção”, disse Pereira. A quarta vítima, sexo masculino, acabou assassinada porque estaria na hora e local errados.

Wiliana foi autuada por organização criminosa, posse ilegal de munição de uso permitido e ocultação de cadáver. A equipe da 1ª Patrimônio identificou outros dois envolvidos. Serão pedidas as prisões.

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here