Na Paulista, seguranças do MBL e de Doria se desentendem

Durante a manifestação contra o presidente Jair Bolsonaro, na Avenida Paulista, em São Paulo, houve desentendimento entre seguranças da organização do evento e do governador João Doria, que teve que intervir. O protesto deste domingo (12) foi convocado pelo Movimento Brasil Livre (MBL) e Movimento Vem Pra Rua.

Os seguranças se desentenderam e houve empurra-empurra. As informações são do portal Metrópoles.

Testemunhas relataram que a passagem de Doria para o carro de som do evento foi liberada pela organização com mais oito pessoas. Porém, a comitiva do governador tinha um número maior de integrantes. Os seguranças barraram os excedentes, e a confusão teve início.

A Secretaria da Justiça de São Paulo informou, em nota, que durante o desentendimento o titular da pasta, Fernando José da Costa, teve a camiseta rasgada e quase foi barrado.

– Após a entrada do governador João Doria no caminhão, uma confusão se estabeleceu ao lado do caminhão. Ao lado do governador, Costa tentou subir as escadas, quando um empurra-empurra começou. Ele chegou a entrar em atrito com Renan Santos, do MBL, e com a segurança do evento – informou o texto.

Fonte: Pleno News

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here