No Espírito Santo, quase um milhão de pessoas vivem na pobreza

Essas pessoas compõem famílias que sobrevivem com renda menor que R$ 377

O Espírito Santo possui 884.864 pessoas vivendo na pobreza, o que equivale a mais do que toda a população do Acre, que é de 829.619. Como reflexo da crise, os índices no Estado cresceram 4% no ano passado em comparação com 2015, quando 849.469 capixabas se encontravam nessa situação.

O número aponta que 22,3% de toda a população capixaba, que em 2016 era de 3,96 milhões, mora em domicílios em que a renda média familiar por pessoa é de até R$ 377.

Pela linha do Banco Mundial, que leva em conta o nível de desenvolvimento brasileiro e da América Latina, vive na linha da pobreza quem ganha US$ 5,5 dólares por dia, ou seja R$ 377 por mês. Já na pobreza extrema, o cálculo é o de US$ 1,9 por dia, equivalente a R$ 134 mensais.

Os dados são da Síntese de Indicadores Sociais (SIS) 2017, divulgada pelo IBGE nesta sexta-feira (15), com base nos dados do ano passado. Em todo Brasil, são 52 milhões de habitantes em que o rendimento médio de cada morador não passa de US$ 5 ao dia.

Em Vitória, pobreza cresceu 25%

A capital capixaba apresentou um avanço nos índices de pobreza ainda maior que a totalidade do Estado. Em Vitória, 40.112 moradores vivem nessa linha, ou seja, 8,4% dos habitantes da Capital está na pobreza.

 
Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here