Oito policiais Militares são afastados por se recusar a fazer exame anti-drogas

A Polícia Militar anunciou o afastamento de oito policiais, que se recusaram a fazer o exame anti-drogas, que passou a ser exigido na lei que trata das promoções na corporação. Os exames foram realizados em dezembro do ano passado, conforme determina a Lei 848/2017.

“A lei prevê, entre outras providências, o afastamento das funções aos oficiais que se recusarem a submeter-se ou apresentarem resultado positivo em exame toxicológico, os militares ora afastados responderão ao Conselho de Justificação, com direito à ampla defesa e contraditório”, informou a Secretaria de Estado de Segurança Pública, por nota oficial.

Os nomes dos agentes, bem como seus cargos, não foram divulgados.

Os policiais afastados terão que devolver suas armas e outros equipamentos, e ainda terão o bloqueio do pagamento de escalas oficiais.

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here