Operação descobre 132 trabalhadores em situação irregular no interior do ES

Uma operação, realizada pelo Grupo Especial de Fiscalização Móvel de Combate ao Trabalho Escravo (GEFM), descobriu, durante a última semana, 132 pessoas trabalhando em situação irregular em propriedades rurais do ES. Entre essas pessoas, sete são adolescentes. Os empregadores sofrerão multa e serão alvos de inquéritos civis no Ministério Público do Trabalho (MPT)

Os sete adolescentes foram encontrados em duas propriedades. De acordo com o MPT, menores de 16 anos não podem exercer atividades trabalhistas.

Além disso, os agentes flagraram alojamentos em péssimas condições de limpeza, fiações elétricas expostas e o não fornecimento de produtos de cama e banho nem equipamentos de trabalho.

Um dos empregadores cobrava um valor acima do permitido para alimentar os trabalhadores. Em alguns locais da propriedade não foram encontradas sequer garrafas térmicas para os trabalhadores utilizarem.

Os empregados realizavam colheita manual de café em propriedades de cinco regiões: Sooretama, Pancas, Santa Teresa e Vila Valério.

Essa operação teve a participação de 24 agentes, distribuídos nos órgãos: Ministério Público do Trabalho (MPT), Polícia Federal (PF), Ministério da Justiça (MJ) e Defensoria Pública da União (DPU).

 

Fonte: Rede Sim

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here