Pai e dois filhos de Minas Gerais são assaltados e baleados durante passeio em Guarapari

Uma família veio de Minas Gerais aproveitar as férias em Guarapari. No último domingo (11), o pai, a mãe e os dois filhos passeavam por uma região turística conhecida pelas falésias, quando foram assaltados. Durante o crime, o pai, o filho de 10 anos e o outro, de 17 anos, foram baleados.

A esposa contou que eles estavam tirando fotos quando um homem completamente transtornado apareceu, já com um arma em punho, e anunciou o assalto. Segundo ela, a família entregou toos os pertences pessoais e ninguém reagiu.

A mulher disse que o filho mais velho tropeçou e que , logo em seguida, o criminoso começou a atirar. O jovem foi atingido no peito, na barriga e na perna. O pai começou a lutar com o bandido e os dois caíram de uma altura de seis metros. O homem e o filho mais novo novo, também, foram atingido pelos disparos.

O pai contou para os policiais que o criminoso teria atirado outras vezes, caso ele não tivesse lutado com o bandido. O suspeito fugiu sem levar nada e deixou a arma do crime no local.

Desesperada ao ver os filhos e o marido baleado, a mulher colocou todos no carro e foi em busca de ajuda. No trajeto, ela viu uma viatura da polícia militar e pediu socorro. O marido foi levado pelo Corpo de Bombeiros para UPA de Guarapari. O filho de 17 anos foi encaminhado para o Hospital São Lucas e a criança de 10 anos foi socorrida para o Hospital Infantil.

A equipe de reportagem da TV Vitória/Record TV, esteve no Hospital Infantil e confirmou que a criança está na UTI, em estado grave. A mãe contou que o filho mais velho também está em estado grave na UTI e que marido segue internado, mas passa bem.

A Polícia Militar fez buscas em Guarapari e prendeu o suspeito de 26 anos. Uma mulher de 22 anos, que estava com ele, também foi detida. Segundo a polícia, ela é gerente do tráfico de drogas. A PM disse, ainda, que os dois atuavam no tráfico de drogas. Os policiais apreenderam armas, drogas, radiocomunicadores, material para embalar drogas, facas, celulares e cerca de R$ 400.

Fonte: Folha Vitória

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here