PC DESMANTELA QUADRILHA QUE FAZIA TRÁFICO NO ESPÍRITO SANTO

Segundo a polícia, os integrantes negociavam com os guerrilheiros das Farrc’s

A equipe da Delegacia Especializada de Tóxicos e Entorpecentes (Deten) prendeu dois suspeitos de integrarem uma organização criminosa suspeita de ser a principal fornecedora de drogas colombianas no Espírito Santo e em outros Estados da Região Sudeste.

A apresentação do resultado da operação, denominada “Drogas S/A”, foi realizada na tarde desta segunda-feira (20), no auditório da Polícia Civil, em Vitória.

E.G.P.O., de 27 anos, foi preso na empresa onde trabalhava com o pai, na última quinta-feira (16), em Guarapari. No carro dele, os policiais aprenderam um revólver calibre 38. Após saber da prisão de E.G.P.O., o outro detido, identificado como B.G.C., de 21 anos, se apresentou na Deten na sexta-feira (17).

O delegado responsável pelo caso, Augusto Giorno, informou que as investigações começaram em agosto, a partir da prisão de D.A.S.G., de 27 anos, em Vila Velha, com quem a polícia apreendeu diversos comprimidos de Ecstasy e também 5,5 kg de skunk colombiano.

“O que chamou nossa atenção foi a origem do skunk. Depois disso, começamos a investigar como essa droga chegava ao Estado e foi quando compreendemos como funcionava essa organização criminosa. Descobrimos que a ligação entre os integrantes é por meio de um empresário de Manaus, que atua no ramo de turismo e de revenda de peças automotivas. Ele é apontado como o fornecedor dessa droga aqui para o Estado. Ele compra a droga de uma ramificação das Farc’s e ela entra no país por meio de balsas”, informou o delegado, que contou ainda que o empresário está com mandado de prisão preventiva decretado em razão do tráfico de drogas interestadual.

Giorno explicou que D.A.S.G. era o maior distribuidor do skunk colombiano no Estado e também no Rio de Janeiro. “Ele ia até o Amazonas e trazia a droga de avião para ser vendida em terras capixabas. Ele dava uma pausa de um mês e, enquanto isso, ele revendia em outros Estados da Região Sudeste. Dessa forma, ele tentava despistar a polícia”, afirmou.

Fonte: FOLHA DO ES

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here