Polícia continua buscas por suspeito de matar taxista no bairro Interlagos

A Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Linhares divulgou a foto do homem suspeito de ser o autor do homicídio do taxista Sergio Luiz Zanezi. O crime aconteceu no dia 26 de abril no Retiros Bar, localizado na Av. Castro Alves, no bairro Interlagos, no município. O suspeito foi identificado como Manoel Ferreira, de 34 anos, que é natural do estado da Bahia e residia no bairro Interlagos.
De acordo com o titular da DHPP de Linhares, delegado Leandro Sperandio, o crime aconteceu após uma discussão entre o suspeito e a vítima. “No dia do crime o autor havia ingerido bebida alcoólica em outros bares da cidade, e ao final da noite junto com um amigo, foram até o local do crime de moto. Ao chegar no recinto, o indivíduo acelerou a moto fazendo muito barulho. Os ânimos se acirraram e houve uma discussão verbal entre a vítima, os colegas que já estavam no bar e o suspeito”, afirmou Sperandio.
O delegado relatou ainda que, “após a saída do suspeito, por volta das 22h30, o proprietário do bar anuncia fechar o estabelecimento, neste momento a vítima e os colegas se dirigem ao caixa para acertar a comanda. Um dos amigos da vítima, envolvidos na discussão, paga a conta e sai do bar. Quando chega a vez da vítima pagar a conta, o suspeito retorna, estaciona a moto na frente do bar, e na posse de uma faca e desfere vários golpes nas costas de Sergio Luiz que veio a óbito”, disse o titular da unidade.
Sperandio também informou que o suspeito chega a tentar atingir os outros envolvidos na discussão. “O segundo amigo da vítima estava no banheiro, e conseguiu escapar; o terceiro colega conseguiu se defender, mas foi atingido no antebraço esquerdo, se refugiando na parte interna do balcão, enquanto o autor do crime empreendeu fuga com sua motocicleta”, acrescentou.
O delegado contou ainda que descobriu onde o autor morava, esteve na casa dele junto à equipe da DHPP para prendê-lo na mesma semana do crime, mas não obteve êxito. Segundo ele, o suspeito não retornou mais para a casa, em que morava de aluguel, desde o dia do crime. “Inclusive deixou todos os pertences no local”, relatou.
O Inquérito Policial já foi concluído e encaminhado para o Ministério Público, que aceitou a denúncia contra o suspeito. A Polícia Civil pede a colaboração da população. Qualquer contribuição para identificação do suspeito pode ser feita por meio do Disque-Denúncia 181 ou pelo sítio eletrônico disquedenuncia181.es.gov.br
Fonte: Assessoria de Imprensa da Polícia Civil.
Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here