Policia prende Mulher que planejou a morte do marido em Mantenópolis para ficar com amante dos Estados Unidos

Para matar o marido de Fabiane o amante contratou dois pistoleiros e pagou R$ 3,5 mil.

Arquivo pessoal

O motivo para a prisão do brasileiro Dorvino Rocha Ribeiro, também conhecido como Luciano Rocha, 47 anos teria sido o assassinato do comerciante Ezequias Bezerra da Silva, 43 anos por motivos passionais.

Dorvino Rocha Ribeiro

Dorvino que mora em Martha’s Vineyard desde 2004 quando chegou de Mantenópolis, ES, tinha um romance virtual com Fabiane Paulina Floriano de Souza que era casada com Ezequias e que está presa por cumplicidade no assassinato do marido que foi executado por dois pistoleiros de aluguel que teriam sido contratados por Dorvino que pagou R$ 3,5 mil.

A execução de Ezequias aconteceu na noite de 14 de julho de 2017, em uma estrada entre Santa Luzia de Mantenópolis, ES, para Mantena, MG, quando o casal que estava em um carro foi abordado por dois homens em uma motocicleta. Depois de disparar contra Ezequias, os matadores simularam atirar em Fabiane que se fingiu de morta.

A morte de Ezequias que era frequentador de uma igreja evangélica e muito querido, provocou comoção na região.

Fabiane teria participado da morte de seu marido

Investigações da polícia levaram a Zeliano Militão da Silva, que teria sido contratado para matar Ezequias e as investigações apuraram que ele havia recebido dinheiro, e que Fabiane era cúmplice no assassinato do marido, já que Dorvino havia prometido que a traria para os Estados Unidos para viver com ele. Ao se constatar que Dorvino mora nos Estados Unidos, a Justiça brasileira informou as autoridades americanas e a Interpol que emitiu um mandado internacional de prisão, o que possibilitou a captura do brasileiro por oficiais de polícia de Oak Bluffs que o entregaram para custódia do ICE, no dia 9 de maio. Fabiane está presa em Colatina e Zeliano em São Domingos, cidades do Estado do Espírito Santo. Zeliano tem passagens e condenações na Justiça por outros crimes cometidos.

A comunidade brasileira em Martha’s Vineyard ficou chocada com a prisão de Dorvino Rocha Ribeiro, já que ele era um dos que mais contribuía para causas sociais, além de ajudar quem precisasse. Dorvino que é cantor e compositor, costumava se apresentar fora da Ilha em bares e festas brasileiras.

Fonte: site www.mundoyes.com

Creditos: Jehozadak Pereira

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here