Polícia prende no bairro Juparanã mais um suspeito da morte de Preto Furreca, no Aviso

Polícia prende no bairro Juparanã mais um suspeito da morte de Preto Furreca, no Aviso

A polícia militar de Linhares prendeu mais um suspeito de ter participado da morte de José Carlos dos Santos, de 45 anos, o Preto Furreca. É Gilmar Mendes Peixoto, de 23 anos, conhecido como Azul, que estava escondido num imóvel no bairro Conjunto Juparanã. Ele não resistiu à prisão. Preto Furreca foi executado à tiros no dia 4 de fevereiro deste ano, quando teve a casa invadida por criminosos.

O delegado de Linhares, Fabrício Lucindo, contou que no momento do crime os bandidos usavam capacete. “Depois de um brilhante trabalho investigativo dos policiais civis de Linhares, o crime foi devidamente elucidado. Nós também apuramos se Gilmar também participou do crime que vitimou Mayara dos Santos no último domingo, no bairro Interlagos”, contou.

Para Lucindo, não há duvidas de que Gilmar executou Preto Furreca juntamente com Wesley da Conceição Ribeiro, o Gordinho, preso num hospital de Vila Velha, e apontado como autor de cinco assassinatos em Linhares.

Além desses crimes, Gordinho e Gilmar também são investigados pelo duplo homicídio que vitimou Paulo Eduardo Alves Meira, de 20 anos, conhecido como “Dudu” e Vinicios Tomaz de Almeida, 28, no dia 23 de agosto, dentro de um salão de beleza no Interlagos.

Azul foi conduzido para Delegacia Regional de Linhares, onde será interrogado pelos Policiais Civis da Delegacia de Homicídios e depois será encaminhado para o sistema prisional. “Solicitamos a comunidade que continuem denunciando criminosos pelo 181, é totalmente sigiloso e você pode ajudar a elucidar crimes e prender criminosos”, pediu o delegado.

A foto foi cedida pela Polícia Civil de Linhares.

Fonte: Site de Linhares

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here