Prefeito de Marilândia é absolvido de denúncias por crimes eleitorais

A denúncia movida pela Procuradoria Regional Eleitoral no Espírito Santo (PRE/ES) foi considerada improcedente, em todos os seus termos, pelo juiz eleitoral André Guasti Motta

O prefeito reeleito de Marilândia, Geder Camata (PSDB), foi absolvido das acusações de ter praticado diversos crimes eleitorais, dentre eles a compra de votos, durante as últimas eleições municipais, em 2016.

A denúncia movida pela Procuradoria Regional Eleitoral no Espírito Santo (PRE/ES) foi considerada improcedente, em todos os seus termos, pelo juiz eleitoral André Guasti Motta.

O resultado da ação foi divulgado na última sexta-feira (2). A denúncia também apontava como suspeito o vice na chapa de Geder, Jovander Comério.

Através de sua assessoria, o prefeito de Marilândia se pronunciou sobre a decisão e disse que “sempre acreditou na justiça e sabia que logo ficaria provado que essas denúncias eram falsas”. Ele classificou as denúncias como “forjadas e caluniosas”.

Eleição

Geder foi eleito com 4052 votos, pouco mais de 400 votos a mais que o segundo colocado e proponente da ação, Gutim Astori, que teve 3650 votos válidos.

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here