Prefeito de Rio Bananal “O ditador” persegue ex secretária de educação e não cede a funcionária da rede municipal para o cargo de diretora estadual

Prefeito Felismino Ardizzon(PSB) mostra mais um capricho de rei, com excesso de maldade e abuso de autoridade

Prefeito Felismino Ardizzon (PSB) / Foto: Reprodução/Facebook

Na noite dessa terça-feira (14), centenas de pessoas lotaram a quadra da EEEFM Bananal, em uma assembléia com os pais de alunos, onde foi discutido o futuro da escola.

Foto: Arquivo Bananal Online

Durante o evento a diretora Marinete Pinheiro Regly, falou de sua luta pela educação e sobre as conquistas que fez junto à escola Bananal em curto prazo. Disse não entender os motivos que o prefeito não quer cedê-la para o estado, sendo que não vai trazer prejuízo para os cofres públicos, ” – Minha transferência não vai custar um centavo para o município” disse.

Para quem ainda não conhece a história entre Felismino e Marinete, o Bananal Online está contando os detalhes. Marinete foi secretária de educação por quatro anos da gestão passada, que contraria o grupo político do atual gestor.

Uma aluna frisou que o fato da diretora não ficar em tempo integral na escola, não é bom. “Vamos lutar pela escola Bananal, não queremos outro diretor! Ela deve continuar! Que o Felismino amoleça esse coração de pedra!”

Em meio aos assuntos discutidos, uma mãe falou: – Será que o prefeito Felismino Ardizzon esqueceu que daqui quatro anos tem outra eleição? Isso aqui não é lugar de fazer política! Ele deveria nos respeitar, somos pais de alunos e eleitores! Nossos filhos que são os maiores prejudicados.

Os alunos cobraram a presença do prefeito. “Ele foi comunicado sobre a assembléia com nossos pais, gostaríamos que ele tivesse aqui, olhasse nos nossos olhos, e falasse sem politicagem. Aqui não é lugar de política e nem pode!

Um pai de aluno que não quis se identificar, disse que este governo é prepotente, arrogante e persegue os adversários, definitivamente, não gosta de concursados. “Ele gosta mesmo é de empregar seus currais eleitorais, e dane-se o bom funcionamento da Administração Pública Municipal”.

Já corre nos bastidores que o prefeito falou que Marinete não vai ser diretora de nada na gestão dele.  O vereador Gean França ligou para o gestor e ele disse que se for fazer reunião para falar de direção da escola Bananal, não tem conversa, esse assunto está encerrado.

Cléu Bertoldi, vereador, disse que essa briga política deveria ter acabado, que foi oposição ao prefeito, mas a eleição já acabou. Não entende porque o prefeito está contra os pais e alunos, e quem está perdendo são os alunos e pais. O vereador frisou que todos os projetos que forem bons para o povo, ele está a favor,  os que forem ruins para o povo, ele estará contra, e que o prefeito está perseguindo, sim, a diretora Marinete.

Sergio Nunes, vereador, disse já foi em 5 reuniões com o prefeito e ele tá resistindo, e que agora é a vez dos pais irem para a rua cobrar uma posição dele, disse também que é pai de aluno, e está junto com os pais para o que der e vier.

Faísca do povo também falou “Jamais irei abandonar os professores, estou do lado do povo e vejo necessidade de resolver essa situação. Jamais vou abandonar a educação, quem paga o nosso salário é o povo”.

A secretária de educação, Janete Falcão, disse ” O prefeito se sentiu desrespeitado. Ele não vai ceder a Marinete para o estado. Não vai ceder porque a Marinete não foi até ele pedir autorização para o processo seletivo do estado”. A diretora disse que buscou informações com pessoas que passaram pelo mesmo processo, e as mesmas disseram que nunca precisaram de autorização para tal certame.

Se a nomeação partiu do governo do estado, foi tudo legal, não existe questão de desrespeito ,existe questão de bom senso, que o estado democrático de direito deve ser respeitado e todos devem ser tratados com igualdade.

Onze vereadores receberam um NÃO do prefeito

No campo da política existe a arte da soma, mas Felismino não faz contas assim. A câmara de vereadores entrou em campo para defender Marinete e foram surpreendidos pelo super prefeito Felismino (PSB), em seu reinado manda quem pode e obedece quem tem juízo.

Segundo informações dos parlamentares, o ditador foi curto e grosso como sempre, “Respeito vocês, mas não vou voltar atrás. Podem chamar Bananal Online, Tv Gazeta Norte, podem encher a prefeitura, que não volto atrás” palavras do rei.

A manifestação dos pais de alunos acontecerá sexta-feira 17/11/17

Com o bordão #Somostodosescolabananal, ficou decido na assembléia dos pais de alunos, que sexta-feira, dia 17 de novembro, às 12h, todos os que estão se sentindo prejudicados irão protestar em frente à prefeitura de Rio Bananal. “Já que o prefeito não vem para a reunião, nós vamos até ele”, disse um dos pais.

É grande o debate nas redes sociais, internautas saem em defesa da diretora Marinete. A manifestação promete ser a maior da história de Rio Bananal, já que Felismino vem fazendo uma política desgovernada, o caso está causando revolta entre moradores da pacata cidade.

Queda de braço

Nessa queda de braço quem perde é a população. Os pais disseram que os filhos poderão ficar prejudicados com resultados do Enem e vestibular. Um sociólogo disse, que esse tipo de ação do poder público, causa impacto emocional nos adolescentes devido a quantidade de informações absorvidas.

O site de notícias Bananal Online, torce para que esse caso tenha um final feliz e pacífico. Vamos acompanhar o desfecho dessa história até o final.

Dona encrenca em Bananal.

Uma moradora reclamou da falta de medicamentos nas unidades das farmácias básicas do município de Bananal,outro morador disse que na saúde está faltando vários medicamentos não tem nem dipirona,disse.

Mande suas reclamações para o email [email protected]

 

 

 

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here