Saiba quais barbudos famosos receberam propostas milionárias para tirar a barba

Esta proposta faz parte da estratégia publicitária de marcas de lâminas de barbear há alguns anos

 Parece que não só o Henrique, da dupla Henrique e Juliano, que recebeu oferta milionária para tirar a barba. Esta proposta faz parte da estratégia publicitária de marcas de lâminas de barbear há alguns anos.

No Brasil, o caso mais famoso foi do músico Bell Marques, em 2011, que após manter o mesmo visual durante 30 anos, aceitou tirar a barba que tornou-se sua marca registrada junto ao uso da bandana e cabelos compridos. As especulações eram de que o chicleteiro teria recebido R$2 milhões para realizar a ação.

Também no ano de 2011, Jacques Wagner, na época governador da Bahia, não raspava a barba há 35 anos e recebeu a proposta em troca de R$500 mil. O dinheiro foi doado ao Instituto Ayrton Senna para aplicação em escolas de Salvador.

A publicidade fez tanto sucesso que até rumores sobre oferta ao ex-presidente Lula existiram. Mas logo a empresa desmentiu os boatos: “Não procede a informação de que estaríamos sondando e/ou negociando com Lula para que faça a barba utilizando nossos produtos.”

Na década de 80, o guitarrista e o baixista do ZZ Top, respectivamente Billy Gibbons e Dusty Hill, também receberam proposta de uma marca renomada na área de lâminas de barbear. A oferta foi de US$ 1 milhão para que a dupla raspasse as longas barbas. A proposta foi recusada e o assunto só veio à tona em 2012 por Gibbons.

O jogador de beisebol Brian Wilson foi mais um dos barbudos requisitados em uma campanha. Em 2013 o atleta recebeu a oferta de U$S 1 milhão (R$ 2,44 milhões) para raspar a barba que cultivava há 3 anos.

Foto: C.DR Bell Marques antes e depois de tirar a barba
Foto: C.DR Jacques Wagner
Foto: C.DR Brian Wilson

 

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here