Segundo o tio da médica, a vítima chegava a pagar faturas de R$ 15 mil com gastos de Hilário.

No dia em que foi determinada a prisão do policial civil Hilário Frasson sob suspeita de que “motivações financeiras” seriam a justificativa para o assassinato, o tio da médica Milena Gottardi, Geraldo Gottardi, desabafou e lançou uma série de suspeitas sobre a conduta do ex-marido dela, que corroboram os elementos levantados pela polícia. São informações que já estavam nas impressões de amigos e familiares, mas que eles vinham evitando expô-las abertamente. Uma delas é o fato de que, segundo o tio da médica, a vítima chegava a pagar faturas de R$ 15 mil com gastos de Hilário.

O secretário estadual de Segurança Pública, André Garcia, está convicto de que a sensação de superioridade sobre a ex-mulher foi determinante para que o crime fosse praticado. Para ele, Milena é outro caso de “vítimas da insanidade, de uma cultura machista, patriarcal, atrasada, que muitos homens têm na cabeça. O resultado da investigação é um ato de protesto contra essas mortes”.

Em entrevista, Geraldo declarou que a médica nem sequer tinha acesso ao próprio cartão de crédito e que ela custeava despesas dele. Os problemas não eram só esses, segundo o tio. Desde antes do início do relacionamento de ambos, ainda na adolescência, a relação era conturbada, com uma série de ameaças feitas por Hilário. “Ele achava que ela era posse dele”, disse o tio, que também está convicto de que o policial tinha interesse em matá-la.

Confira entrevista com o familiar da médica:

Como recebeu a notícia da prisão do Hilário e do pai dele?

Apesar da tristeza pela perda da minha sobrinha, estou feliz com a prisão deles. Várias pessoas estão me ligando felizes com a notícia dessas prisões. Desde o início, eu confiei nesse delegado. Ele me disse que poderia demorar, mas garantiu que ia conseguir as provas necessárias para poder fazer a prisão.

Como era a relação da Milena com o Hilário?

Era conturbada até antes de eles serem namorados. Quando ela tinha 15 anos, namorava um menino muito bom. Mas o Hilário entrou na vida dela e acabou com tudo. Ele fazia ameaças ao menino e a Milena tinha muito medo de ele ser morto, por isso acabou terminando. Ele tanto perturbou que conseguiu começar a namorar a minha sobrinha.

Em geral, ele tinha um bom comportamento com as demais pessoas?

Ele tinha mudanças de comportamento. Quando bebia, fazia graça para todo mundo rir. Porém era agressivo não só com a Milena, mas também com a mãe dela, minha irmã. Quando minha irmã ia cuidar das netas, ele a xingava. Ele sempre fazia ameaças e tinha um temperamento perigoso.

Ela tentou se separar outras vezes?

Várias vezes, desde o namoro. Mas ele sempre fazia ameaças, chantagens e a perseguia em todos os lugares, até quando ela ia estudar. Na primeira vez que ela tentou terminar, ele disse que iria se matar e se jogou com um carro em uma ladeira, mas sobreviveu.

Como era a relação da Milena com o sogro?

Era uma relação carinhosa, como a que ela tinha com todos. Tanto que ela morreu sem denunciar as ameaças porque não quis prejudicar o ex-marido.

Por que acha que o Hilário e o pai fizeram isso?

Acho que eles são psicopatas. Quando se separou, a Milena disse que ele poderia ficar com tudo que estava no nome dos dois. Que ele poderia ficar até com o apartamento, pois ela só queria a liberdade. Mas ele achava que ela era posse dele.

Quem bancava as despesas da casa?

Era a Milena. O cartão de crédito dela ficava com ele e chegavam faturas de até R$ 15 mil. Tudo que ele gastava com bebidas. Ela só conseguiu ter o cartão de volta com a separação. Ela era médica, mas usava roupas simples, porque o dinheiro dela era todo para bancar a casa e o vício dele.

A separação foi difícil?

Sim. Quando a Milena finalmente conseguiu sair de casa, o Hilário ficou me perturbando, querendo saber onde a Milena estava. Chegou a entrar na minha casa e vasculhar tudo, mas não a encontrou.

Acredita que o crime foi motivado por brigas por patrimônio?

Acho que não era essa a principal motivação, porque a Milena sempre falava que ele podia ficar com tudo o que quisesse. O apartamento que eles tinham foi ela que deu grande parte do dinheiro para comprar, porque tinha vendido um imóvel de família que ela tinha. Ele também colaborou com uma parte, mas Milena abriu mão de tudo. Abriu mão do carro também. Ela não queria nada, só queria sair daquele casamento. Ela falava que ia trabalhar e conquistar tudo de novo. Mas mesmo ela dizendo que daria tudo, ele fez isso com ela… Ele não queria dinheiro. Queria continuar maltratando ela e as crianças.

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here