Super bactéria preocupa médicos e paciente é isolada

Uma paciente foi isolada por causa de uma superbactéria no Hospital Universitário Cassiano Antonio de Moraes (Hucam), o Hospital das Clínicas, em Vitória, nessa terça-feira (24).

No andar em que a paciente estava, havia mais 22 pessoas. Mas segundo o hospital não houve mais casos de contaminação.

Segundo o gerente de Atenção a Saúde do hospital, Marcio Martins de Souza, trata-se da Acinetocabacter balmanni, bactéria que costuma ser resistente a vários tipos de antibióticos.

“Seus casos são controlados através de medidas de controle de infecção orientada por manuais, incluindo isolamento de pacientes e triagem de vigilância de pacientes e pessoas com os quais tiveram contato”, afirmou.

Segundo ele, a paciente está estável e sendo acompanhada pelos especialistas do Hucam. Ele acrescentou ainda que após o isolamento, foi descartada a contaminação de mais pacientes.

De acordo com o professor da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) Crispim Cerutti Junior, esse tipo de bactéria é bastante agressiva e frequente em casos de infecção hospitalar.

Segundo ele, há uma alta mortalidade por infecção pela Acinetocabacter balmanni.

“Não significa que todo caso vai evoluir para morte. Tem várias classes diferentes de antibióticos para tratá-la. O padrão de resistência varia de lugar para lugar”, observou o professor.

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here