Tragédia em Linhares: advogada deixa defesa do pastor George Alves

C.DR

A advogada Tayce Aksacki, que integrava a junta de advogados que defendem o pastor George Alves, deixou o caso nesta quarta-feira (23). Sem entrar em detalhes, ela conversou com a reportagem do Tribuna Online e informou que estava deixando a defesa do pastor.

Com a saída de Tayce, outros quatro advogados devem permanecer no caso.

George Alves, segundo a polícia, teria estuprado, agredido e ateado fogo no filho e no enteado, no quarto em que eles dormiam no dia 21 de abril deste ano.

O inquérito, que apura o caso, segue sendo conduzido pela Polícia Civil. Já George Alves permanece preso no Centro de Detenção Provisória de Viana, desde o dia 28 de abril.

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here