Trio é preso em GO por suspeita de envolvimento em assalto à Rodoban em Uberaba

Dois homens e uma jovem foram detidos quando chegavam em casa no início da tarde desta terça-feira (7) em Caldas Novas (GO).

Três pessoas foram presas no início da tarde desta terça-feira (7), em Caldas Novas (GO), por suspeita de envolvimento no assalto à empresa de transporte de valores Rodoban, em Uberaba. O roubo ocorreu na madrugada de segunda-feira (6) e deixou moradores em pânico após explosões e tiroteio. As prisões foram feitas na cidade goiana pelo Grupo de Radiopatrulha Aérea da Polícia Militar do Estado (Graer), em um trabalho conjunto com outras forças de segurança de Goiás e do Paraná.

Segundo o major da PM e comandante do Graer, Pedro Henrique Batista, um dos detidos é um homem de 40 anos, que tem mandado de prisão em aberto por roubo a banco no Estado do Paraná. A esposa dele, de 29 anos, e um comparsa, de 38 anos, que tem passagens pela polícia, também foram presos.

“Um dos suspeitos era procurado por envolvimento em outros roubos e há pouco tempo a polícia de Goiás soube que ele estava morando em Caldas Novas sob um nome falso. Ele começou a ser monitorado e foi notada a ausência dele no fim de semana que antecedeu o assalto em Uberaba. Hoje [terça-feira], ele retornou para casa junto com a esposa e o comparsa. Foi quando prendemos os três”, explicou major Batista.

O suspeito citado pelo comandante do Graer de Goiás é o homem de 40 anos. Junto com o Serviço de Inteligência da Polícia Militar do Estado de Goiás, Polícia Federal e a Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária do Paraná, equipes da PM chegaram à casa do suspeito por volta de meio-dia. Acredita-se que ele residia na cidade há pelo menos um ano, onde adquiriu diversos bens sob uma identidade falsa.
Armas também foram apreendidas com suspeitos de envolvimento no assalto à Rodoban de Uberaba (Foto: Polícia Militar de Goiás/Divulgação) Armas também foram apreendidas com suspeitos de envolvimento no assalto à Rodoban de Uberaba (Foto: Polícia Militar de Goiás/Divulgação)

Armas também foram apreendidas com suspeitos de envolvimento no assalto à Rodoban de Uberaba (Foto: Polícia Militar de Goiás/Divulgação)

Na residência, considerada de alto padrão pela polícia, foi encontrada uma grande quantidade de dinheiro e algumas notas tinham marcas compatíveis com vestígios de explosão. Segundo a PM, os indícios de que o dinheiro pertença à Rodoban são fortes, mas o valor apreendido ainda não havia sido contabilizado até esta publicação. Uma pistola, vários celulares e três veículos também foram apreendidos.

Ainda conforme o comandante do Graer, as investigações apontam que a esposa do suspeito de 40 anos foi responsável por levar o marido e o comparsa até Uberaba para cometer o assalto e nesta terça-feira havia buscado a dupla.

Os três suspeitos foram levados para o setor do Grupo Antirroubo a Bancos (GAB) da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic) de Goiânia. A Polícia Civil de Uberaba foi para Goiânia acompanhar as prisões e o andamento das investigações.

O ataque em Uberaba

A empresa localizada no Bairro Boa Vista foi invadida por volta das 3h desta segunda-feira (6) por cerca de 30 homens. Eles atiraram diversas vezes e colocaram fogo em carros para intimidar a polícia, fechando quarteirões.

Um jovem de 26 anos, que estava em uma rua próxima, foi atingido de raspão pelos disparos. Moradores ouviram pelo menos duas explosões. A polícia calcula que a ação durou em torno de 1h30. O valor em dinheiro levado pelos criminosos ainda não foi informado pela empresa.

Os veículos utilizados pela quadrilha foram encontrados abandonados em uma estrada na zona rural de Uberaba. Os criminosos também abandonaram um caminhão-baú contendo explosivos.

Na tarde de segunda-feira, as forças de segurança de Uberaba descobriram que os integrantes da quadrilha usaram uma chácara alugada às margens da LMG-798 como ponto de encontro antes do crime.

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here