“Vai com Deus”, diz ex-líder do PSL sobre saída de Bolsonaro

Delegado Waldir (PSL-GO) diz que partido estuda suspensões e expulsões dos dissidentes

Ex-líder do PSL na Câmara, o deputado Delegado Waldir (PSL-GO) falou sobre o anúncio de saída do PSL do presidente Jair Bolsonaro, que promete levar parte da bancada do partido em janela ou na criação de um novo partido, o Aliança pelo Brasil.

– Que vá com Deus. Excelente momento porque existe turbulência. O PSL dividiu entre a direita moderada, da qual faço parte, e a direita radical. Quem quiser sair pode pedir desfiliação. Há vários suplentes querendo vir a Brasília. Se um dissidente da direita radical estiver insatisfeito pode sair. O PSL continua firme com os seus 53 deputados. Quem fizer algo errado pode ser punido com suspensão por um ano ou expulsão.

O deputado negou que haja estudo de fusão do PSL com outra legenda.

  • FONTE: R7 PLANALTO
  • Por Mariana Londres, de Brasília
Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here