Veículos de auto escolas terão câmeras e GPS para monitorar alunos

Todos os veículos de autoescolas do Espírito Santo vão ter que se adequar à exigência. A determinação é do Detran, que já vai começar a credenciar empresas que queiram prestar o serviço

Autoescolas já investiram nos simuladores
Auto escolas já investiram nos simuladores

A determinação é do Detran e começa a valer nos próximos meses
A determinação é do Detran e começa a valer nos próximos meses

As autoescolas vão ter que instalar câmeras e GPS em todos os veículos para monitorar as aulas e evitar fraudes. A intenção é obrigar que os alunos cumpram toda a carga horária prevista para tirar uma habilitação. A determinação é do Detran, que já vai começar a credenciar empresas que queiram prestar o serviço de monitoramento.

O presidente do Sindicato das Autoescolas (Sindauto), Anderson Perozini, avalia que a medida vai ser importante para formar condutores mais capacitados. Segundo Perozini, a implantação do sistema já era um pedido do próprio sindicato. Todos os veículos de autoescolas do Espírito Santo vão ter que se adequar à exigência.

Segundo o presidente do Sindauto, ainda não é possível estimar quanto custará a implantação dos equipamentos, mas ele afirmou que os custos certamente vão refletir no valor da habilitação. “Cada aula prática dessa vai ter um custo a mais porque nós vamos ter que pagar as filmagens e as coletas de impressões digitais e de faces. Nós ainda não sabemos quanto isso vai custar”, destacou.

De acordo com o gerente operacional do Detran, Cleber Bongestab, o monitoramento das aulas vai garantir uma melhor formação de condutores. “A ideia, quando se pensa em um equipamento como esse, é de dar mais segurança. Nós vamos ter condições de aferir que aquele aluno passou por todas as aulas, que fez a prova teórica, foi aprovado, iniciou o processo de formação na prova prática, fez essa prova e assim por diante”, disse.

O primeiro passo para a implantação desses sistema de monitoramento de aulas é o credenciamento das empresas que vão prestar o serviço. Depois dessa etapa, os Centros de Formação de Condutores terão 30 dias para apresentar os contratos com essas empresas e até 60 dias para começar a trabalhar com o monitoramento.

Fonte: Gazeta Online

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here