Vereador de Nova Venécia é denunciado por furtar notebook da Câmara Municipal

O vereador e ex-presidente da Câmara Municipal de Nova Venécia, Ronaldo Mendes Barreiros (SD), corre o risco de perder o mandato eletivo e ser obrigado a pagar uma multa de R$ 200 mil por ser acusado de furtar um notebook da Câmara Municipal.

O aparelho foi encontrado na casa do vereador nesta segunda-feira (9), após a Polícia Militar cumprir um mandato de busca e apreensão. A denúncia foi apresentada pelo Ministério Público do Espírito Santo (MPES), por meio da Promotoria de Justiça Cumulativa de Nova Venécia.

O notebook, da marca Positivo, foi levado do Gabinete de Vereadores IV no dia 2 de janeiro deste ano e foi encontrado sem o número do patrimônio – identificação colocada em bens públicos.

Para tentar descobrir sobre o desaparecimento do computador, a Câmara de Nova Venécia abriu uma sindicância. Ronaldo Barreiros, que tinha sido flagrado por câmeras saindo da Casa com uma pasta no dia do sumiço do aparelho, foi ouvido no dia 22 de maio e informou que não havia levado o item e que a pasta continha apenas documentos pessoais.

Por conta disso, o MPES solicitou a a prisão preventiva e a condenação do vereador pelo crime de peculato-furto. Além disso, requereu também a redução dos vencimentos em 60% durante o tempo em que durar o processo e o ressarcimento por dano moral à credibilidade da Democracia e da imagem dos parlamentares em R$ 200 mil.

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here